TRABALHO EM ALTURA

Atualizado: Jun 7

Você pode gerenciar seu blog em qualquer lugar com mais facilidade e conveniência. No post desse blog vamos compartilhar dicas de como escrever seu post no Wix Blog.

Classificação do risco: ACIDENTES



Em se tratando de acidente de trabalho. os erros de omissão e negligencia só podem ser atribuídos aos que têm o poder da decisão, isto é, ao empregador.

A lei 8213 - custeio e benefícios - a partir de sua aprovação, considera o descumprimento das normas de segurança como contravenção penal. O que diz a norma (lei 6514, portaria 3214): Os profissionais do SESMT deverão aplicar todo conhecimento de engenharia, de modo a reduzir até eliminar os riscos existentes no local de trabalho, e determinar, quando esgotados todos os meios conhecidos para a eliminação do risco e este persistir, mesmo que reduzido, a utilização de EPI’s.




Em virtude do que diz a lei, devemos em primeiro lugar utilizar todo conhecimento para eliminar os risco de acidentes, fazendo uso dos equipamentos de proteção coletiva (EPC). Não sendo possível, lançamos mão do EPI.

O trabalho em altura expõe o trabalhador a quedas, acidentes muitas vezes graves e até mesmo fatais, especialmente no caso de indivíduos sujeitos a episódios de tontura e perda de consciência.



As afecções mais comuns que podem ocasionar esses episódios são: anemia, hipertensão arterial, coronariopatias, epilepsia, diabetes e labirintite. Algumas dessas doenças podem ser detectadas em exame clínico, outras necessitam exames complementares. Tais exames são: HEMOGRAMA (para detectar anemia), ELETROCARDIOGRAMA (para detectar doenças cardíacas), ELETRENCEFALOGRAMA (para detectar epilepsia e outros problemas neurológicos) e GLICEMIA (para detectar diabetes).


Mais informações: http://www.drsergio.com.br/altura/altura.html


#medicina #trabalho #altura #acidente #queda #nstpecem


Posts recentes

Ver tudo